sábado, 9 de maio de 2009

Alimentação




alimentação é um dos aspectos mais determinante na saúde dos indivíduos. Para além de proporcionar prazer é essencial à própria vida. São os alimentos que fornecem ao organismo as várias substâncias nutritivas (nutrientes) de que este necessita.

Nutrição

Refere-se à forma como o organismo utiliza, transforma e incorpora os nutrientes de forma a assegurar as suas funções vitais. A Nutrição é a ciência que estuda a relação dos alimentos com a saúde e bem-estar.

Nutrientes

São substâncias químicas que constituem os alimentos, sendo essenciais ao funcionamento do organismo. Agrupam-se em macronutrientes (proteínas, hidratos de carbono e lípidos), micronutrientes (vitaminas e minerais), água e fibra alimentar. Estes três funções basilares:

  • Fornecem energia – Energéticos;
  • Constituem a matéria-prima para o crescimento e manutenção do organismo – Construtores;
  • Regulam os processos metabólicos e protegem o organismo – Reguladores e protectores.

A energia dos nutrientes

Dos sete grupos de nutrientes apenas 3 são energéticos: hidratos de carbono, lípidos e proteínas. O valor energético de cada alimento está, por isso, relacionado com o teor destes nutrientes:

  • 1 g de lípidos fornece a 9 kcal
  • 1 g de hidratos de carbono fornece 4 kcal
  • 1 g de proteínas fornece 4 kcal

Como se quantifica a energia?

A energia é representada em Joules (unidade do Sistema Internacional) ou em calorias. Uma caloria corresponde à energia necessária para aumentar a temperatura de 1 g de água em 1º C. Uma vez que são unidades muito pequenas é mais frequente a utilização dos seus múltiplos kJ e kcal.

Como é que o organismo gasta a energia?

O gasto energético total diário de um indivíduo depende do estado fisiológico ou de saúde, actividade física, idade, constituição física, herança genética e clima. Ainda assim, é possível estimar as necessidades energéticas de um indivíduo através de equações que têm, geralmente, em conta o peso, altura, idade e sexo.

Em termos gerais, as necessidades totais de energia do organismo podem ser divididas em três vertentes:

  • Metabolismo basal – energia gasta na manutenção das funções vitais do organismo mesmo durante o sono;
  • Efeito térmico dos alimentos – energia gasta pelo organismo no próprio processo de utilização dos alimentos (digestão, absorção e metabolismo);
  • Actividade voluntária – energia utilizada para todas as actividades diárias (andar, fazer tarefas domésticas,praticar desporto, etc.).

Recomendações energéticas

Num adulto saudável, o ideal será que a energia ingerida seja equivalente aos gastos de forma a manter o peso e a composição corporais. As crianças têm necessidades energéticas por quilograma do seu peso superiores aos adultos. Por isso, as recomendações para os adultos não são adequadas para as crianças.

A energia ingerida em excesso é armazenada como gordura no organismo, implicando inevitavelmente um aumento do peso e volume corporais. Por isso, o controlo do peso é uma forma prática de avaliar a adequação da ingestão face às necessidades. O índice de massa corporal é um método prático de avaliar a adequação do peso relativamente à altura em adultos com uma composição física normal. Calcule o seu IMC aqui!

Fonte: Nestlé

1 comentário:

Manoel José de Santana(Manoel Limoeiro) disse...

Meus parabéns amiga pelo seu trabalho. Sou seu seguidor do seu blog e gostaria que vc tb fosse a minha seguidora do meu blog. Um abraço de Manoel Limoeiro de Recife-PE.