terça-feira, 10 de março de 2009

Festival Internacional de Chocolate de Óbidos

Está a decorrer até ao próximo dia 15 de Março, o Festival Internacional de Chocolate 2009.
É dos maiores eventos realizados pelo municipio e que atrai milhares de pessoas.
Um dos pontos obrigatórios deste certame, são as esculturas de chocolate que este ano tem como tema: As grandes histórias de amor.

A bela e o monstro
Photobucket
Corcunda de Notre Dame
Photobucket

Romeu e Julieta
Photobucket
D. Quixote de La Mancha
Photobucket

D. Pedro e Inês
Photobucket

Titanic
Photobucket

Outra das atracções é o concurso de montras de chocolate, onde várias pastelarias de norte a sul do país são convidadas a decorar uma montra com produtos em chocolate.

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket


Photobucket

Este fim de semana foi o meu passeio e garanto que vale a pena, no entanto deixo um conselho: tentem não ir a seguir ao almoço, principalmente se levam crianças... é demasiada gente, e acabamos por não ver nada. Eu fui á tarde e não vi nada, para além de que estava constantemente preocupada com os miudos, é que se os perdemos de vista por um segundo é o suficiente para se perderem. Á noite voltei lá...e foi quando FINALMENTE consegui ver as esculturas, as montras e fazer algumas compras.

Ah... para quem já ouviu falar no Melhor Bolo de Chocolate do Mundo, informo que se encontra á venda neste festival...eu já o provei e digo-vos que é uma maravilha.

Photobucket

3 comentários:

Mary disse...

Isso sim, é o paraíso!!! lol:)

Luísa Alexandra disse...

Isto há mesmo gente com sorte...
Então uma gulosa no mundo do chocolate????
Bem, imagino!!!!

PiSanina disse...

Moro a escassos metros da loja em Lisboa onde se confecciona o dito melhor bolo de chocolate do mundo.
Nunca o provei, mas já ouvi dizer que é demasiado doce...
O "melhor" parece ser puro marketing, mas não há dúvida de que resultou, a avaliar pela fama.

Obrigada pela partilha das fotos do festival de chocolate. Nunca lá fui e este ano também está fora de questão lá ir. Se não fosse esta reportagem, perderia estas imagens fantásticas do que se pode fazer com semelhante matéria prima.